XP aumenta projeção de crescimento do Brasil em 2021 para 5,5%

Diante das perspectivas de aceleração dos serviços e vacinação, a XP elevou sua previsão de crescimento econômico do Brasil neste ano para 5,5% e para 2,3% em 2022, mas uma inflação mais alta também começará a aparecer em 2021. Anteriormente, a XP previa que o PIB cresceria 5,2% em 2021 e 2,0% em 2022.

Em nota, a equipe da XP afirmou que os números favoráveis da atividade doméstica no último trimestre podem ser explicados, em grande medida, pela reabertura da economia em meio a avanços significativos na campanha de vacinação contra a Covid-19.

Porém, o crescimento também foi puxado pela ajuda econômica que o governo tem prestado à população. “Além disso, o retorno dos pagamentos de auxílio emergencial às famílias mais vulneráveis, a antecipação de alguns benefícios previdenciários e a nova edição do BEm também contribuíram de forma importante para a sustentação da demanda interna”, afirma a nota da XP.

No entanto, dado que a investigação da CPI sobre a Covid-19 no Senado está progredindo e a eleição do próximo ano se aproxima, a nota chamou a atenção para a incerteza política.

O XP também calculou que, após ajustes sazonais, o PIB do segundo trimestre deste ano cresceu 0,2% em relação aos três meses anteriores e classificou as perspectivas para o segundo semestre como “promissoras”. Na mesma comparação, o terceiro trimestre e o quarto trimestre crescerão 1,0% e 0,7%, respectivamente.

“A forte retomada dos índices de confiança de empresários e consumidores sinaliza aceleração no ritmo de crescimento da atividade local no terceiro trimestre”, apontou a nota, que prevê maior tração dos serviços atrelados às famílias diante do avanço da imunização contra a Covid-19.

*Inflação também em alta*

Com os esforços crescentes para a retomada do trabalho no setor de serviços, as expectativas de inflação neste ano subiram para 6,6%, ante os 6,4% anteriores, muito acima do teto oficial da meta de 3,75%, com tolerância de 1,5%.

A inflação da indústria de serviços agora é estimada em 3,6%, ante 3,0% anteriormente. Para 2022, a projeção do IPCA permanece em 3,6%.

XP também citou o impacto do reajuste tarifário do sinal vermelho 2 de energia elétrica, que foi parcialmente compensado pelo reajuste de -8,19 da Administração Nacional de Saúde Suplementar do plano de saúde pessoal e familiar 2021/2022.

A XP calcula ainda que a taxa de desemprego terminará 2021 em 13,0% e 2022 em 11,5%.

Em relação ao câmbio, a XP estima que, apesar das oscilações, os fundamentos de médio prazo não mudaram, e a projeção do dólar é mantida em 4,90 reais no final deste ano e 4,90 reais em 2022.

Em termos de política monetária, a taxa básica de juros Selic deve aumentar 1 ponto percentual duas vezes em agosto e setembro, e 0,5 ponto percentual pela última vez em outubro. Atualmente, a Selic está em 4,25%.

Com informações da Reuters

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Please enter comment.
Please enter your name.
Please enter your email address.
Please enter a valid email address.
Please enter a valid web Url.