Marcel van Hattem notificará MP sobre exposição Queermuseu

Após a exposição Queermuseu ter seu final antecipado pelo Santander Cultural neste domingo (10/9), a discussão sobre o conteúdo da exposição não se encerrou. Em virtude de protestos pela internet devido à apresentação ao público de imagens com apologia à zoofilia, à pedofilia e de escárnio ao Cristianismo, o deputado estadual Marcel van Hattem (PP) manifestou-se para indicar que o pedido de desculpas do banco Santander, divulgado em uma nota oficial, não é suficiente. Segundo o deputado gaúcho, quase R$ 1 milhão foram encaminhados ao Santander, via Lei Rouanet, para promoção da exposição.

“Graças à manifestação indignada de milhares de brasileiros o Santander esteve fechado neste domingo. Isso mostra o repúdio da população à propaganda da contracultura esquerdista, que boa parte da mídia, além de intelectuais e artistas identificados com o pensamento totalitário, tentam empurrar aos brasileiros. Pelo lado do banco, ninguém até agora conseguiu argumentar de maneira clara qual era a intenção de uma instituição capitalista e privada ao promover uma exposição de extremo mau gosto, ainda mais utilizando dinheiro público”, diz Marcel.

Para que os prejuízos aos cofres públicos possam ser minimizados, o deputado Marcel van Hattem avisa que irá enviar um ofício ao Ministério Público Estadual nesta segunda-feira (11/9), sugerindo que sejam apuradas as circunstâncias em que o dinheiro público foi repassado ao Santander para que a exposição Queermuseu fosse financiada. Os motivos que levaram a antecipação do encerramento da exposição também serão abordados na Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, da qual Marcel é titular.

Tag:

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Please enter comment.
Please enter your name.
Please enter your email address.
Please enter a valid email address.
Please enter a valid web Url.